fbpx

Maximizar a segurança em operações colaborativas

OMRON – Um guia para segurança colaborativa de robôs – parte 3

É essencial que os fabricantes validem suas aplicações colaborativas do robô para segurança em todas as operações. Cada aplicação é única, mas existem algumas diretrizes que os fabricantes podem seguir ao avaliar a segurança de um robô enquanto executam uma determinada tarefa em colaboração com um operador humano. Ainda podem existir riscos de movimentação e energia, mesmo que o robô não esteja em movimento. 

1. Ativação segura do robô 

Seja na inicialização do robô ou na recuperação de uma interrupção de emergência, é necessário um ato intencional para reativar o robô e que assegure que os operadores estejam seguros e que não existam riscos. Por exemplo, quando uma interrupção eletrônica é ativada por um operador, o robô não deve executar uma reativação automática. Em vez disso, ele deve exigir a ativação de uma segunda ação de verificação do operador. 

2. Orientação manual segura 

Durante a configuração do projeto e de segurança, os fabricantes devem garantir que a orientação manual só possa ocorrer após (1) o robô parar, (2) a seleção intencional do modo for ativada e (3) o monitoramento de força e velocidade estiver ativo. Por exemplo, se a ativação da orientação manual ocorrer sem um comando de interrupção ou entrada de segurança, isso deve iniciar uma falha e interrupção de segurança. 

3. Operação segura 

A ativação da operação automática ou de operação do robô colaborativo deve ser uma seleção de modo internacional pelo operador que exige que todos os dispositivos e condições de segurança estejam validados para operação. Por exemplo, os operadores devem estar protegidos contra riscos na extremidade do ferramental antes de habilitar a operação. 

4. Validação de segurança 

É importante que os fabricantes tenham um grupo de serviços de avaliação de segurança analisando todas as áreas e equipamentos circundantes e que um serviço de correção de segurança seja executado, se necessário. 

Os grupos de serviços de segurança realizarão uma inspeção no local para avaliar a segurança do equipamento, confirmar certificações, verificar as configurações dos parâmetros de segurança e documentar que a validação de segurança foi concluída.